top of page

Como a recuperação de espaços públicos pode reviver uma cidade?


Nos anos 1970, Barranquilla via sua economia em decadência. Com isso, as taxas de saúde, segurança e qualidade de vida da população decaíram, os assentamentos informais se espalharam e os espaços verdes da cidade foram desmatados. No final dos anos 2000, o índice de espaço público por habitante era menor que 10% do mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde. Nos bairros onde as áreas livres eram mais desassistidas registrava-se maior incidência de asma, obesidade, além de taxas mais altas de criminalidade.


Em 2011, a prefeitura implantou o Todos al Parque, um programa para recuperar parques nas áreas mais negligenciadas da cidade. A ação propunha priorizar as necessidades dos grupos mais vulneráveis e contava com a participação dos moradores no redesenho das áreas. Até hoje, o programa criou quase 1,5 milhão de metros quadrados.


Com 93% de seus moradores possuindo acesso a um espaço público verde a oito minutos de caminhada de suas casas, Barranquilla é um verdadeiro exemplo de que parques urbanos e espaços verdes trazem bem-estar e podem fazer uma cidade voltar à vida.


A Urbitá faz parte do movimento @somoscidade, de construção de lugares para pessoas #somoscidade


Comments


bottom of page