• Urbitá

Como proteger a renda dos trabalhadores informais sem comprometer a atividade privada?


A regulação municipal dos serviços de compartilhamento deve viver novo capítulo com a chegada dos novos prefeitos ao cargo. No Rio de Janeiro, por exemplo, a gestão de Eduardo Paes já informou que pretende taxar o uso de aplicativos como Uber. Segundo a secretária de Transportes, Maína Celidonio, os carros que rodam a serviço dos apps desgastam as ruas e precisam ressarcir os cofres públicos pelos danos. A taxa ajudaria também a recuperar as finanças municipais, que especialmente no caso do Rio, estão em situação de penúria. Motoristas parceiros temem que o problema sobre para eles. Com o desemprego, a atividade de motorista profissional tornou-se o ganha-pão de milhares de brasileiros, que não suportariam ser onerados com mais impostos. Proteger a renda dos trabalhadores informais sem comprometer a atividade privada e ainda buscando benefícios para o setor público é uma encruzilhada que as cidades brasileiras terão de enfrentar em 2021.