top of page
  • Foto do escritorUrbitá

Revista The Economist atualiza seu Índice Global de Habitabilidade


Anualmente, a revista @theeconomist atualiza seu Índice Global de Habitabilidade, um ranking que avalia diversas cidades pelo mundo segundo fatores como oferta de cultura e entretenimento, educação, preservação do meio ambiente e infraestrutura urbana.


Em 2023, Viena foi considerada a cidade mais habitável pelo segundo ano consecutivo; ela é seguida por cidades como Copenhague, na Dinamarca, Melbourne e Sydney, na Austrália, e Vancouver, no Canadá. Este ano, as pontuações do índice voltaram a performar de maneira parecida com o período pré-pandemia, indicando que as condições de vida vêm se normalizando pelo mundo após o isolamento social.


Pesquisas como a da revista The Economist são uma interessante provocação para olharmos para dentro de nossas próprias cidades, avaliando pontos de melhoria para uma vida melhor em comunidade. Nesse sentido, o próprio cidadão pode ser um agente de transformação local, conduzindo mudanças em pequena escala que têm grande impacto na vida de seu bairro e seus vizinhos. Essa é um dos valores da Cidade Urbitá, que faz parte do movimento @somoscidade, de construção de lugares para pessoas

bottom of page