• Urbitá

Revista Time Out selecionou as melhores cidades do mundo da atualidade



Com muita resiliência, cidades do mundo todo tiveram de se adaptar e se renovar diante dos desafios de 2021, que incluíram desde a insistente pandemia e suas restrições até o agravamento da crise climática global. Considerando esse cenário, a revista Time Out selecionou as melhores cidades do mundo da atualidade. Os editores levaram em conta não somente aspectos culturais, mas também projetos comunitários, espaços livres e projetos de sustentabilidade, destacando locais que demonstram preocupação com as próximas gerações.


1) No primeiro lugar do ranking da Time Out, está São Francisco, nos Estados Unidos. A cidade se destaca pelo seu espírito coletivo e pela criatividade das empresas presentes na região, aspectos fundamentais para o enfrentamento da pandemia. Além disso, a cidade se distingue pelos seus mais de 1.700 parklets espalhados, que trazem vida às ruas, e o enfoque em políticas públicas voltadas à sustentabilidade.


2) O segundo lugar é de Amsterdã, na Holanda. Famosa por seus canais e ciclovias, a cidade investe na proteção às áreas verde e ações de sustentabilidade. Apesar dos lockdowns decorrentes da pandemia de Covid-19, Amsterdã consolidou-se ao longo do ano como um exemplo de metrópole moderna e ambientalmente consciente, valorizando sua beleza, história e espírito comunitário. Uma das grandes atrações locais é o Vondelpark, um oásis bem no centro da cidade, que oferece diversas atividades, desde sessões musicais, até teatros e práticas esportivas. Um respiro verde dentro do espaço urbano, para incentivar atividades ao ar livre e junto à natureza.


3) A cidade de Manchester, na Inglaterra, ocupa o terceiro lugar do ranking. Ao longo do ano, pequenas empresas ofereceram ajuda mútua para enfrentar a pandemia, além de serviços e produtos gratuitos ou subsidiados para aqueles que mais precisavam. Com isso, a comunidade local mostrou-se unida, criativa e resiliente, pronta para enfrentar as maiores adversidades. Manchester se destaca por respirar vida e arte. Agitada tanto durante o dia quanto à noite, conta com investimentos e incentivos às atividades culturais locais. Entre seus grandes eventos, estão o Festival Internacional de Manchester e o Grayson’s Art Club, na Galeria de Arte de Manchester.


4) Com alto nível de qualidade de vida e muito incentivo à presença do verde urbano, Copenhagen, na Dinamarca, não poderia ficar de fora do ranking das Melhores Cidades do Mundo de 2021. É dela a quarta posição da lista. A capital dinamarquesa apresenta inovadoras soluções sustentáveis: desde as hortas urbanas espalhadas por diferentes bairros a incentivos à produção orgânica local. Outro projeto bem-sucedido é a renovação de prédios antigos, reduzindo assim a necessidade de construção de novas edificações e maiores emissões de carbono e desperdício de materiais. Copenhagen conta ainda com uma extensa infraestrutura cicloviária, que contribui para reduzir o carbono emitido por automóveis movidos a combustíveis fósseis. A malha conecta os principais pontos da cidade aos bairros, reduzindo o tempo de deslocamento e fazendo com que os moradores tenham a atividade física como prática cotidiana.


5) Ocupando a quinta posição, Nova York se destaca como a mais resiliente das cidades norte-americanas. Em meio à pandemia, a cidade transformou 108 quilômetros de ruas e avenidas em áreas livres para o uso das pessoas, onde é possível correr, andar de bicicleta ou simplesmente contemplar a paisagem. Houve ainda áreas verdes recém-criadas, como Little Island, um parque flutuante em meio ao rio Hudson. Além dos atrativos naturais, o local abriga eventos culturais abertos ao público.